Você sabia?
Em uma recente pesquisa elaborada pela FIA Employee Experience (FEEx) foram entrevistados 150 mil funcionários de mais de 300 empresas em todo o país, entre os meses de agosto e setembro, sobre a cultura de feedback ligado à liderança, entre os resultados, destacamos alguns:

– Cerca de 20% dos trabalhadores brasileiros sentem que não recebem feedback suficiente;

– Cultura de feedback teve a pior avaliação entre todos os tópicos ligados à percepção do trabalhador sobre seu chefe;

– Um em cada cinco trabalhadores brasileiros não recebem avaliações de desempenho feitas por seus chefes;

– Cerca de 88% acreditam que avaliações contribuem para seu desenvolvimento;

– 92,7% afirmam que, quando solicitam orientações a seu gestor, se sentem bem atendidos.

Então, se os chefes são considerados capazes de orientar, e os funcionários querem essa orientação, por que a cultura de feedback segue deprimida no Brasil?

“Isso tem origem no modelo utilizado, promover um bom técnico para a posição de gestão e não observar as competências comportamentais ligadas à atuação em posição de liderança. Na verdade, ser líder tem mais a ver com saber conduzir o grupo, ser empático, assertivo e ter objetividade na comunicação, conhecer os colaboradores e se preocupar com o seu bem-estar e nível de desenvolvimento, do que propriamente domínio técnico””, afirma Janes Dinon Ortigara.

Janes é mestre em recursos humanos e especialista em análise comportamental, atende empresas que queiram aumentar sua produtividade, alavancar seus resultados, focadas na melhoria e desenvolvimento humano de suas lideranças.

A maior demanda é na área de tecnologia da informação, por carecer de profissionais principalmente em cargos de liderança, na maioria das vezes a escolha é promover um bom técnico para o cargo de gestão, não observando por exemplo as competências comportamentais que estão diretamente ligadas na atuação como o líder da equipe, o que aumenta a cobrança de comunicação assertiva e a importância de saber dar um feedback eficiente, visando reter e desenvolver os talentos, evitando assim a rotatividade.

A pesquisa ainda cita outras informações que você pode conferir com mais detalhes. Mas, neste momento, queremos ajudar você que é líder, a se preparar para dar feedbacks. Confira o post 5 passos para você se preparar antes dar um feedback.

JDO Consultoria

Liderada por Janes Dinon Ortigara, a JDO Consultoria possui profissionais e ferramentas para auxiliar na gestão de pessoas dentro das organizações, bem como, executivos e líderes, pessoas que queiram descobrir mais sobre seu comportamento e como obter maior produtividade e desempenho na sua carreira ou equipe.

Entre em contato!

48 99162-0498

jdoconsultoria@yahoo.com.br

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.