Você já desempenhou uma atividade com perfeição e, por isso, as pessoas disseram que você tem talento ou dom para fazer o que fez?

Acredite, embora essas duas expressões sejam empregadas com o mesmo sentido, ambas apresentam características diferentes.

É comum achar que se tem dom para realizar uma tarefa quando, na realidade, o que se possui é talento.

Parece confuso? Continue lendo este artigo, e vai compreender as diferenças e o significado dessas duas expressões.

Ao se aprofundar nesse universo, você será capaz de identificar quais talentos tem, além de aprender a usá-los em favor do seu crescimento pessoal e profissional.

Aproveite, também, para tirar todas as dúvidas sobre esse assunto.

O que é talento?

Como uma língua viva, o Português passa por mudanças constantemente, seja na ortografia, gramática ou vocabulário.

Por isso, não é raro que palavras de origem estrangeira sejam adaptadas, ganhando uma versão dentre da língua portuguesa. Esse é o caso de “talento”.

Proveniente do Latim talentium, a palavra pode apresentar diferentes significados, fazendo referência a engenhosidade ou alguém que possui habilidade para realizar uma tarefa.

Umas das interpretações mais aceitas menciona a capacidade de desempenhar uma atividade com inteligência. Ou ainda, apresentar aptidão para algo.

Na prática, ser talentoso consiste na capacidade de desenvolver uma ação com eficiência e de maneira inata.

Isso que não quer dizer que você não possa desenvolver um talento por meio de treino e prática constantes.

Um jogador de futebol, por exemplo, pode inicialmente apresentar um talento inato e desenvolver outros talentos por meio de treinos ao longo de sua carreira.

Talento também pode ser considerado um reflexo da inteligência emocional. 

Mesmo sem percebermos, nossos talentos dizem muito sobre quem somos e como lidamos com nossos sentimentos. 

Ao compreender o que representa essa expressão em sua vida, ficará mais simples desenvolver o estímulo necessário para direcionar melhor suas relações sociais e de trabalho.

Qual a diferença entre talento e dom?

Geralmente, quando alguém desempenha determinada atividade com eficiência e destreza, é comum dizer que essa pessoa possui um dom. 

O dom, nesse contexto, seria a capacidade inata de fazer algo com excelência, mesmo diante de circunstâncias difíceis para outras pessoas.

Isso acontece quando, por exemplo, mesmo sem ter feito nenhum curso ou se especializado no assunto, um indivíduo começa a desenhar tão bem quanto um desenhista profissional.

Para muitas pessoas, isso seria extremamente complicado. Já para outras, ocorre com naturalidade, em função do dom que possuem. 

O dom, basicamente, é a capacidade de fazer algo com facilidade.

Como podemos observar, as palavras “dom” e “talento” apresentam muitas similaridades. Mas existem alguns pontos que as diferenciam.

Enquanto o dom só existe na forma inata, o talento pode ser desenvolvido ou aprimorado.

Ele é como uma habilidade, que pode ser inata ou adquirida, para desenvolver determinada atividade. Através de treinos, dedicação e disciplina, é possível aperfeiçoá-la, atingindo um nível mais alto.

Aprenda a diferença entre dom e talento com a parábola dos talentos

Muitas pessoas consideram o termo talento apenas como uma qualidade inata, e o dom como sendo uma habilidade natural. 

Nesse sentido, talento e dom acabam se tornando sinônimos.

Contudo, existe, na Bíblia, mais precisamente nos evangelhos de Mateus 25: 14 – 30 e Lucas 19: 12 – 17, uma história conhecida como Parábola dos Talentos, que mostra uma visão interessante sobre essa capacidade.

A parábola faz uma analogia entre talento e o dinheiro.

No capítulo 25 do evangelho de Mateus, o reino dos Céus é comparado a um rei que decidiu acertar suas contas com seus devedores. 

Esse ajuste de contas era feito por meio de talentos – nome dado a uma das moedas de grande valor na época.

O rei deu a três de seus súditos uma quantidade específica de talentos. Dois deles conseguiram multiplicar o dinheiro, enquanto um o escondeu por medo do rei.

Quando foi cobrar seus talentos, o rei esperava que todos os tivessem multiplicado, sugerindo que os talentos são dados a cada um a fim de que se multipliquem e sejam aprimorados.

Os dons, por outro lado, são habilidades inatas e não aperfeiçoadas.

Quais são os tipos de talento?

Existem diferentes tipos de talento, considerando o perfil comportamental de cada indivíduo.

Sendo assim, é fundamental saber identificar seu perfil comportamental, pois somente dessa forma é possível identificar talentos e áreas com as quais você tenha afinidade.

Por exemplo, se você quer muito ser promovido, mas a empresa oferece um cargo num setor em que você nunca trabalhou, para saber se terá as habilidades necessárias para crescer e se dar bem no cargo em questão.

Para isso, é útil avaliar, primeiro, o seu perfil comportamental.

Atualmente, existem 4 tipos de perfis comportamentais. São eles:

  • Comunicador
  • Planejador
  • Analista
  • Executor.

Cada perfil possui suas particularidades, habilidades e talentos. 

Para identificar qual é o seu, confira, a seguir, 13 tipos de talentos. 

Conhecendo um pouco mais das características de cada um, você poderá identificar quais talentos fazem parte do seu perfil. 

Dessa forma, poderá extrair o melhor de si, potencializando o desenvolvimento pessoal e usando seus talentos a favor do crescimento profissional.

Mas, afinal, de onde vem o talento? 

Ao contrário do dom, que nasce junto com a pessoa, o talento pode ser formado a qualquer momento. Basta que ele seja construído ao longo do tempo. 

Esse tipo de habilidade vem, principalmente, do desejo. Uma pessoa que deseja ser desenhista, por exemplo, pode fazer aulas de diferentes técnicas de desenho para desenvolver essa capacidade. 

Nesse sentindo, o coaching é uma ferramenta de grande auxílio, pois utiliza metodologias e técnicas que despertam qualidades e talentos. 

O processo também mostra como fortalecer e aperfeiçoar qualquer tipo de competência. Afinal, de nada adianta aprender hoje para esquecer amanhã.

Os talentos precisam ser estimulados diariamente através do autodesenvolvimento. É com ele que você conseguirá ser melhor, tanto dentro quanto fora do trabalho. 

Esse processo de aperfeiçoamento contínuo, guiado por um coach, é que lhe permite a descoberta e o aprimoramento de talentos. 

O talento e o autoconhecimento

O talento está ligado ao autoconhecimento. Esses dois elementos interferem diretamente na busca por bem-estar e felicidade.

Pense em quantas vezes você já reconheceu suas habilidades e se sentiu bem com isso. 

Agora, lembre-se das vezes em que sua autoestima foi ao chão por você acreditar que “não era bom em nada”.

Quando você estimula o autoconhecimento e reconhece seus talentos, acaba promovendo o desenvolvimento pessoal. Isso porque, uma vez que suas competências são reconhecidas, você passa a criar metas e objetivos. 

Sabendo onde investir suas energias e de que maneira trabalhar as habilidades, alcançar um desafio se torna algo prazeroso. Consequentemente, o sentimento de autorrealização aumenta.

Aprender a reconhecer os talentos através do autoconhecimento é fundamental para o sucesso. Dessa forma, você conseguirá se desenvolver profissional e pessoalmente. 

Como o coaching ajuda a desenvolver o autoconhecimento?

O coaching oferece um suporte valioso para o autoconhecimento. 

Afinal, esse processo se baseia em uma jornada que visa a identificação das habilidades, pontos fortes e fracos.

Assim como um guia, o coach ajuda o coachee (aluno) a eliminar vícios mentais e até traumas, de modo que seja mais fácil reconhecer as próprias habilidades. 

Uma vez que os seus talentos sejam identificados, você conseguirá ingressar numa jornada de evolução continua, na qual tomará ciência de como usá-los para alcançar seus objetivos. 

Como identificar seu talento?

Existem várias maneiras de identificar um talento; uma das mais simples é realizar exercícios de autoconhecimento. 

Listar os pontos fracos e fortes, por exemplo, ajuda a revelar as características do seu perfil comportamental. 

Você também pode listar conquistas pessoais e profissionais, identificando pontos comuns em ambas. Através desse tipo de atividade, será possível traçar seus talentos. 

Se precisar de um auxílio mais direcionado e específico, a dica é procurar um coach.

Veja alguns exemplos de talentos

Confira, abaixo, exemplos de talentos que podem ajudar a identificar seus próprios pontos fortes.

Liderança 

A liderança é a capacidade de conhecer os talentos de outras pessoas e alinhá-los a um propósito. Pessoas com essa competência conseguem gerenciar equipes com facilidade, bem como empresas. 

Autocontrole 

Ter autocontrole implica em pensar antes de tomar qualquer decisão. A grande maioria das pessoas se deixa levar pelo impulso, e, muitas vezes, as consequências disso são graves. 

Já quem tem este talento analisa tudo de forma lógica, levando em conta as probabilidades. 

Motivador 

É a capacidade de se manter motivado e contagiar as pessoas ao seu redor, fornecendo estímulo para que todos alcancem seus objetivos. A pessoa que possui este talento consegue criar estratégias de motivação.

Como o coaching auxilia na identificação de talentos para alcançar o sucesso?

O coaching pode ajudar na identificação de talentos por meio de métodos que estimulam o desenvolvimento pessoal. 

Através deles, o coachee deixa de lado crenças limitantes e passa a identificar suas metas e competências com mais facilidade. 

Durante a jornada de coaching, o aluno irá vislumbrar novas competências e aperfeiçoá-las, levando a melhorias em todos os aspectos da carreira e da vida pessoal.

Quando você sabe no que é bom e quais são suas metas, fica mais simples colocar os talentos em prática a favor da concretização dos seus sonhos.

Defeitos, problemas e pontos fracos


A ideia diretriz de muitas pessoas é que ao corrigir um defeito se desenvolve uma qualidade. O modelo seguido é o dos defeitos, sendo imperativo identificar e consertar o que está errado.
Pense bem: é comum você transformar um defeito em qualidade? Se for o caso, qual é a proporção entre energia e resultado? 50/50? 80/20?
É preciso admitir que tais tentativas frequentemente terminam em fracassos. Mas vale desenvolver os seus pontos fortes para construir a si mesmo!
No entanto, isto não significa que não se deve fazer nada em termos de aperfeiçoamento e dizer “não consigo então desisto de qualquer esforço”.
Primeira pergunta a ser feita: tendo em vista a minha vida e o que eu quero, tal ponto fraco é indispensável? importante? vital? necessário? insignificante? inútil? etc.
Se ele for inútil, não preste mais atenção nele.
Um exemplo: quero perder cinco quilos. Faz dez anosque estou tentando…. em vão. Posso passar mais dez anos realizando os mesmos esforços para obter os mesmos resultados nulos! Porém, se os quilos a mais não estiverem afetando o equilibrio da minha vida, bem, é melhor eu aceitá-los e viver tranquilamente.
Será que o meu ponto fraco (ou, se preferir, defeito) é tão insuportável a ponto de impedir você de viver plenamente ou á na verdade uma coisa incomoda (chata) com a qual você pode conviver?
Escolha as suas lutas: aquelas que você instaura contra si mesmo durante muito tempo não servem para nada e só fazem o peso na consciência ou a baixa autoestima.
Outro exemplo: a timidez em certo grau, chama-se discrição, reserva ou modéstia e não afeta muito as suas relações sociais! Num outro grau ela se torna uma desvantagem, impedindo a pessoa de evoluir agradavelmente, e ás vezes, colocando em situações horríveis, como a vergonha.

Conclusão

Identificar talentos não é uma tarefa fácil. Principalmente quando se tem a falsa crença de que não é possível desenvolver ou aprimorar uma habilidade. 

Contudo, o processo de identificação e aperfeiçoamento de talentos é fundamental para qualquer um que deseja alcançar o sucesso, seja na vida profissional ou pessoal. 

Um coaching pode ser o suporte ideal para você começar a trilhar esse caminho. 

Através de metodologias comprovadas, o processo ajudará você a conhecer melhor suas qualidades e como pode utilizá-las para alcançar cada meta e objetivo.

Não deixe essa oportunidade passar! Procure hoje mesmo um profissional qualificado em coaching.

Fonte: SB

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.