Dia da saúde - jdo consultoria - ABC das Emoções

Você conhece as 7 saúdes da criança?

Sabe que dia é hoje? Dia mundial da saúde! E o momento em que vivemos é algo que realmente nos faz refletir sobre nossa saúde e especialmente da saúde das crianças.

Mas quando pensamos em saúde, na maioria das vezes, pensamos só na saúde física. E não nela, especificamente, mas como ausência de doenças.

Se não estou doente, então sou saudável!

Sabemos que não é bem assim. Há muitos estudos e discussões atuais que olham para a saúde de uma forma mais ampla. Já que o processo saúde e doença não se dá somente na forma física. Compreendemos que há 7 tipos de saúde: saúde física, social, mental, emocional, financeira, vocacional e espiritual.

Cada uma, se não cuidada pode gerar conflitos e formas de adoecimento que vão além do físico. Um exemplo é o que vivemos hoje com a Pandemia: várias pessoas com ansiedade devido ao futuro incerto, vivendo conflitos internos graves, não estão com a sua saúde emocional e mental em equilíbrio. Não podemos afirmar que são pessoas saudáveis, mesmo que fisicamente estejam bem. Sem falar que o emocional e o mental podem gerar algo orgânico, ou seja alguma doença física. Várias doenças que são de origem psíquicas ou pós traumas.

E a saúde financeira? O que tem haver? Se a pessoa não tem recursos financeiros, como irá comprar alimentação adequada, manter uma moradia digna, ter recursos para adquirir produtos de higiene, que são fundamentais para o autocuidado e manutenção do corpo físico. E mentalmente, pessoas sem recursos, podem entrar em processos de queda da saúde emocional. Estamos vivendo isso. Pessoas preocupadas com a crise financeira e a perda de empregos, gerando angústia e sofrimento.

Então, falar de saúde só pensando no físico é um engano. Somos mais do que o corpo, somos seres complexos com mente, sentimento, inseridos em uma sociedade na qual desempenhamos funções.

Para ajudar os pais a tornar o seu filho um adulto independente, responsável e capaz de superar obstáculos, vamos falar um pouco mais sobre as 7 saúdes.

Saiba mais sobre as 7 saúdes da criança:

  1. Física: é o corpo mesmo. Cuidarmos e ensinar nossas crianças a cuidarem da própria higiene, se alimentarem adequadamente e praticarem exercícios físicos.
  2. Emocional: Tudo que está ligado aos sentimentos e a qualidade desses sentimentos. Devemos sempre estimular emoções positivas como amor, alegria, afeto, entusiasmo. Tudo que for vivido intensamente na infância, essas emoções vivenciadas e experimentadas serão carregado para a vida adulta e repetido frente aos acontecimentos da vida.
  3. Mental: A saúde mental diz respeito à qualidade, quantidade e eficácia da aquisição de conhecimentos verdadeiramente necessários para o crescimento de uma criança. São os pensamentos que todos nós constituímos desde a tenra infância com base em nossas vivências e experimentações. Suas crenças são autoalavancadoras ou autolimitantes? Cuide do que você está transmitindo aos seus filhos.
  4. Social: A vida social é um aspecto muito importante na vida de qualquer pessoa. Ter uma vida social pode inclusive combater doenças. A saúde social nos dá condições de administrar conflitos, nos posicionar de maneira assertiva e tranquila. Essa é nossa capacidade de interagir com outros indivíduos e conseguir prosperar. Observe a maneira como seus filhos agem ao se relacionar com outras crianças. Neste momento de isolamento, nossa dica é para que você procure manter contatos por vídeo, redes sociais e até pela janela ou sacada.
  5. Financeira: Já ouviu a frase “Fico doente só de pensar nas contas que tenho pra pagar”. Sim, a saúde financeira é muito importante e cabe aos pais preparar seus filhos para assumirem suas responsabilidades e gastos desde pequenos, tornando-os consumidores conscientes. as crianças aprendem muito mais pela prática do que pelo discurso. Procure, como pai ou como mãe, avaliar sua relação com o dinheiro, e verifique se você tem sido coerente entre o que fala e o que faz.
  6. Vocacional: Vocação é diferente de profissão. Se bem orientadas, as crianças poderão se conectar tão fortemente com seus valores e visão de mundo que não terão dificuldades em transformar suas habilidades natas em sua profissão. O problema de muitas pessoas adoecerem é justamente estar trabalhando em algo não por vocação, mas por ser a profissão que lhe dá apenas o dinheiro para viver e não a alegria em realizar algo. Você é feliz em sua profissão? Que tal ajudar seu filho a ter uma saúde vocacional plena.
  7. Espiritual: A saúde espiritual é sentir-se bem consigo mesmo, ter paz interior e descobrir qual é o sentido da vida. Sabe aquele momento da vida em que indagamos sobre o sentido da nossa existência? É o olhar para dentro de si e colocar em prática as mudanças necessárias para evoluir. Independente da religião, é preciso desenvolver nas crianças o sentido de existência em função de um ente maior. Se a família achar oportuno poderá também inserir a criança em uma doutrina. A saúde espiritual irá proporcionar ainda mais paz e integralidade da dimensão humana.

Sabemos o quão desafiador é criar e educar um filho, mas com as ferramentas certas, paciência e, quando necessário, ajuda profissional, você tornará a criança mais forte e preparada para os desafios vindouros, contribuir muito para que as chances de sucesso de seus filhos aumentem na fase adulta.

Neste dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, aproveitamos para deixar nossos parabéns aos profissionais da saúde, nas diferentes esferas, que zelam pelas nossas saúdes!

Se precisar conversar, tirar dúvidas ou sugerir temas para nossas especialistas falarem, deixe um comentário, envie um e-mail para contato@jdoconsultoria.com.br ou ainda siga nossas redes sociais.

O projeto ABC das Emoções será um espaço onde as crianças poderão desenvolver suas habilidades sociais, emocionais e congnitivas, no contraturno escolar.

Já que estamos falando em saúde, vamos tocar neste assunto do momento, o coronavírus. Uma das especialistas do projeto, a Dra. Sabrina Aroucha fala sobre COVID-19 nas crianças com o Dr. Tiago Vannucchi. Confira!

As profissionais do projeto ABC das Emoções

Anelise Kowalski: Facebook | Instagram | Linkedin

Janes Dinin: Facebook | Instagram | Linkedin

Sabrina Aroucha: Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *