Julgar e ser julgado - JDO Consultoria Janes Dinon Ortigara

O que você prefere: julgar ou ser julgado?

Gosto de falar de experiências vividas, pois são comportamentos que podemos avaliar de uma maneira mais concreta. Hoje fiquei relembrando quais pontos marcaram a minha carreira na área de gestão de pessoas e uma delas e a mais impactante foi a minha formação em Coaching e PNL, foram mais de 2 anos investindo tempo e energia para me aprofundar nas ferramentas e entender como eu poderia usá-las para melhorar primeiro “eu” e posteriormente quem estava ao meu redor.

Foi então que escolhi por muitos anos trabalhar fortemente com líderes que estavam em busca de mudanças positivas, queriam impactar diretamente suas equipes de trabalho de forma mais acertada, com mais leveza nas suas ações diárias.

Eis que, para a minha surpresa, passei a ouvir relatos muito parecidos, na maioria deles relacionados a comunicação, ao feedback: por vezes o processo de feedback acabava acionando o processo mental do julgamento, este é um gatilho emocional da raiva, já ouviu falar?

Naquele momento, senti a necessidade de saber por que isso acontecia repetidamente e comecei a fazer uma busca para compreender mais vivamente sobre os relatos e por que ocorria com os líderes.

E sabem o que eu descobri?

O que mais incomodava na comunicação, nos processos de feedback era: quem estava do outro lado (colaborador da equipe) sentir que estava sendo avaliado e julgado pelo líder. Relatos davam conta que ao se sentir assim, o controle emocional se perdia e imediatamente assumiam e reagiam da defensiva contra o líder.

Pensa em um colaborador relatando: “Acho uma provocação um líder se achar no direito de me julgar como “certo ou errado” conforme suas referências… e não para por aí, “tenho minhas considerações, razões para ser como sou”.

Para você que é líder, gestor, executivo que está lendo este post, te pergunto:

O que você prefere: julgar ou ser julgado?

Percebemos que o ato de julgar no momento de um feedback pode acionar o gatilho emocional da raiva em quem está sendo julgado e por consequência em quem julga.

Esse é mais um dos grandes motivos para você se inscrever no Workshop: Feedback Roubado, vamos te subsidiar de grandes dicas, práticas, reflexões que irão deixar você e sua equipe bem mais sintonizados, conectados e leves para que juntam façam um 2021 de grandes resultados dentro e fora da empresa.

Então👉 programe-se! Dia 14 de dezembro, às 14h, online e gratuito! Worshop – Feedback Roubado.

🚩Saiba mais sobre o evento e garanta sua inscrição agora mesmo – https://bit.ly/3ocNpsW

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *